Site Meter
realista
terça-feira, janeiro 29, 2008
  Ilusão
Mais um regresso!...

Para não dizer nada de especial, a não ser que continuo aqui!

Tenho a ilusão de que todas as peças acabarão por encaixar-se neste puzzle tão complicado que é viver!... E continuo a acreditar no que me levou a criar este espaço, continuo a acreditar nas coisas boas que andam por "aí"!... Nas coisas boas que nos fazem sentir vivos, que nos fazem sentir felizes!

O país está deprimido (ou talvez o mundo), as más notícias continuam a saltar para as primeiras páginas dos jornais... mas eu acredito que há algo mais. As coisas boas existem, simplesmente num acto de auto-comiseração são ignoradas e varridas para baixo do tapete.

A partir de agora, uma coisa boa por dia (ou por semana, não importa...)!

1ª boa notícia: é muito mais barato viajar hoje para a Europa do que há 5 anos atrás!... e isso actualmente, é muito muito importante para a minha felicidade!...
 
(0) comments
terça-feira, agosto 22, 2006
  A vida segundo Pessoa
A propósito do que se vai passando nos dias de hoje saltou-me à memória um pequeno tesouro em tamanho (mas não em conteúdo), do grande poeta português que foi e é Fernando Pessoa... Perdoem-me alguma imprecisão, não vá a memória ter-me atraiçoado (mais uma vez)...

Temos todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada…
E a única vida que temos
É essa que é dividida

Entre a verdadeira e a errada!

Nada mais simples, verdade?...
 
(0) comments
segunda-feira, agosto 14, 2006
  Sonhar
Porque é que este sonho absurdo
a que chamam realidade
não me obedece como os outros
que trago na cabeça?

Eis a grande raiva!
Misturem-na com rosas...
e chamem-lhe Vida!
 
(0) comments
  Jogador
Um jogador não pode ter medo de arriscar... medo de perder, e muito menos, medo de ganhar. Só assim consegue viver intensamente…

Ser jogador não é claramente uma profissão, mas certamente poderá ser um modo de vida!

Todos os jogadores guardam em si uma estrela… pode um dia estar apagada e tudo correr pelo pior, mas, quando se acende, provoca sensações intensas e recompensas ainda maiores.

Hoje, ao contrário do habitual, sinto-me um jogador!
 
(0) comments
quarta-feira, maio 03, 2006
  Mais um pequeno regresso... será o último?
Isto já começa a ser uma tradição... quando parece que desta é que é... que este espaço morreu de vez... eis que uma luz qualquer me fez voltar aqui!

Desta vez "só" passaram 247 dias!... Entende-se que isto não passa de uma manobra para que este espaço seja mesmo privado... não há ninguém que aguente quase um ano a visitar um site sem que nada aconteça: no fundo uma garantia de privacidade!

Mas é verdade, para os mais aventurados (ou não) estão aqui mais umas linhas... e engraçado... em ralação ao passado global, poucas coisas mudaram... mais uma vez o mundo está hoje substancialmente onde estava há 247 dias atrás. Com alguns avanços e recuos é certo, mas sem ter cruzado um espaço digno de relevo.

O que mudou mesmo, foi o meu mundo!... E atenção (isto só mesmo os pacientes para lerem o início do blog vão entender), vou violar o pressuposto fundamental subjacente a este espaço... o pressuposto do optimismo...

Porque o meu mundo virou-se do avesso e porventura... eu com ele!... Se num mundo antes em guerra havia paz nos meus dias... agora, já nem sei. Os dias arrastam-se devagar, porque a vida é injusta!... ou pelo menos comete amiúde injustiças com os mais distraídos, o que será o meu caso!

E por hoje, para não deturpar de todo a ideia original deste espaço (que não é responsável de todo pelas mudanças de humor do respectivo "redactor")... ficamos assim... a ver o que acontece nos próximos 250 dias!

Até ao meu regresso, ou melhor... até um dia destes, se não for antes!
 
(3) comments
segunda-feira, agosto 29, 2005
  O regresso!
716 dias depois!!!!!! É muito dia!... Vá-se lá saber porquê, por um acaso como todos os outros que pautam o deambular do Homem ao longo da história, decidi voltar a este "cantinho".
Certo é que durante muito tempo, pura e simplesmente esqueci que o dito "cantinho" existia... algumas vezes suspirei pelo facto de não ter conseguido continuar e por outras tentei convencer-me de que isto não servia para nada...

Mas agora finalmente entendi! Ao regressar, reli todos os posts anteriores e acabei por me surpreender com os caracteres soltos que por aqui havia deixado. E convencido de que muito mais do que público (apesar de o ser intrinsecamente) este é um spot privado... porque me deu muito gozo reler o que escrevi!... entendi que o objectivo derradeiro de um blog humilde e sem pretensões de popularidade é este mesmo... construir um roteiro de viagem, ou melhor, um mapa de ilusões com marcos espalhados pelo caminho, que permitam encontrar o rasto de por onde passámos em tempos!

No último post da "primeira geração", corria o dia 12 de Setembro de 2003!... e falava eu de um novo início que seria possível... passados quase dois anos tudo continua infelizmente muito igual... depois disso já tivémos o 11/03 em Madrid ou o 07/07 em Londres... No post "primogénito" falave sobre a "crise" e sobre ciclos económicos... e tudo continua ainda...

Caíram governos, outros se levantaram... o papa mais mediático de todos os tempos foi substituído por um cardeal "cinzento"... os incêndios fizeram um "intervalo" em 2004 para voltarem em força neste Verão... Portugal foi tomado pela euforia do futebol durante o mês de Junho do ano passado, acompanhada das recomendáveis doses de patriotismo, servidas com bandeiras nacionais em (quase) todas as janelas...

Mas hoje tudo está incrivelmente similar ao que se passava há 716 dias atrás!... Quererá isso dizer que perdemos 716 preciosos dias de vida, a marcar passo? Acho que não!... tudo depende de como os preenchemos...

Apesar do mundo louco "lá fora"... das ameaças de "jihad" pelos islâmicos radicais até à fundação "da" grande nação muçulmana... das ameaças dos "polícias do mundo" de continuarem também a sua guerra santa contra o terrorismo... apesar dos loucos andarem à solta e em guerra com os loucos... continuo a ser um crente!...

Teimo em continuar a ser um pessimista mal informado!
Teimo em acreditar que todos somos capazes de melhor!
Teimo em acreditar num novo início!...

Será que desta vez seremos capazes?...

Até um dia destes!
 
(0) comments
sábado, setembro 13, 2003
  Porque hoje é 12 de Setembro...
Parece-me um bom dia para mais um post após prolongada e "forçada" ausência...
E parece-me um bom dia porque não é dia 11 de Setembro... esse dia que marca (entre muitos outros) ao ponto a que chegou a raça que domina este planeta: o Homem.

E se é lamentável o que aconteceu a 9-11 (como dizem os americanos), alguém se lembra da data de Hiroshima ou de Nagasaki,... para não falar de muitas outras que atinhgiram inocentes nas suas vidas inocentes...

Mas bom adiante, até porque hoje já é dia 12! Um óptimo dia para celebrar a vida e fazê-la melhor (sem onzes de Setembro e afins)... porque afinal a nossa passagem efémera por aqui tem que servir para alguma coisa... portanto concentremo-nos nas coisas boas!

E com um abraço muito especial para alguém (you know who you are), deixemo-nos de prosas, porque as coisas boas não são para escrever, mas sim para viver!
 
(0) comments
segunda-feira, agosto 11, 2003
  Promessa Adiada (II)
Se bem se recordam, ainda só cumpri parte da promessa efectuada há alguns posts atrás...

Depois da divulgação de um blog, a da resenha dos últimos dias, falta-me ainda falar de coisas verdadeiramente boas...

Então as sugestões são as seguintes...

Directamente de Hollywood, não faltam estreias cinematográficas de Verão, mas o menos importante é mesmo a película a ver... nada como aproveitar a penumbra fresca de uma boa sala de cinema, acompanhada com bons amigos e dois dedos de conversa antes e/ou depois da respectiva projecção...

Melhor ainda, a Volta a Portugal em bicicleta... não é para assustar... não é preciso pedalar por essas encostas acima com uma temperatura de 40 graus à sombra... isso é para os profissionais... a sugestão é mesmo encontrar um sítio fresco, uma bebida retemperadora, uma televisão em condições, e após um dos longos almoços de Verão (e de férias se for caso disso) ficar a apreciar o sofrimento dos ciclistas a pedalar... pode parecer um bocado sádico, mas não se trata de nenhum exercício desta ordem... pelo contrário, aprende-se a respeitar as máquinas humanas que passam de bicicleta à nossa frente...

a experimentar... até porque favorece a doce sonolência pós almoço... como que uma canção de embalar que também nos faz pedalar, nem que seja em sonhos...
 
(0) comments
  Home sweet home...
E voltamos a solo luso... ou deverei dizer lareira lusa... é que apesar do calor intenso que se tem feito sentir nas últimas semanas em Portugal, alguém insiste em acender uns fogos aqui e ali... mais loucuras de quem já não tem como ser louco...

a reentrada em Portugal foi aterrorizadora... percorrer a beira interior do país da Guarda a Abrantes é uma experiência única... na paisagem as marcas de um fogo passado ou colunas de fumo no horizonte, como sinal da demência dos homens, uns por loucura activa, outros porque nunca pensaram em precaver a primeira...

... os brandos costumes podem ser brandos, mas mesmo o lume brando precisa de fogo... que estupidez inútil!
 
(0) comments
  Tempo de Férias
Por esta altura cai aquela temperatura pesada que nos cola ao chão (ou à areia para os mais afortunados)... De qualquer forma, a sociedade organiza-se e não pára... pois ao longo do último mês de ausência, sem que tenha existido em termos de actividade de blogger, continuei a existir no dia a dia da realidade que ultrapassa o teclado de um computador e uma ligação à internet... (desculpem mas não consegui resistir à tentação de dar um toque aos mais viciados)...

e pronto... com a passagem por um "casamento nada atribulado", dei início ao meu período de merecidas férias, que contemplou essencialmente uma viagem "sem rede" pelo Norte de Espanha, com passagem pela Galiza, Astúrias (não deixem de visitar os Picos da Europa), Santander e País Basco (Bilbao e San Sebastian/Donostia)... sendo que os pontos altos foram mesmo os "Picos da Europa" (e não me estou a referir à altitude) e San Sebastian, uma agradável surpresa de uma baía atlântica com vista para a Europa...

... e mesmo de férias os "senhores" de uma organização sobre os quais me abstenho de comentários sob pena de ver publicados neste blog impropérios dignos de "bolinha" no canto superior direito do écran, refiro-me à ETA, resolveram não descansar lançando um atentado violento no aeroporto de Santander, no dia anterior à minha visita a esta simpática cidade... não satisfeitos, aproveitaram ainda para relembrar aos turistas que a Espanha não é um bom destino de férias, e que seja qual for o destino escolhido existe sempre a possibilidade de uma gracinha dos senhores terroristas...

...apesar de me ter parecido que San Sebastian (em basco "Donostia", viva muito à base das receitas de um turismo nacional e estrangeiro... sendo que parte dessas receitas deverão inevitavelmente ir parar a mãos não merecedoras...

...por outro lado, ao entrar no país basco, não é difícil vislumbrar cartazes em cada esquina com a mensagem "Remember tourist, you are not in Spain, you are in the Basque Country... Welcome!"... então em que ficamos? Somos bem-vindos ou estamos sujeitos a ver umas viaturas a ir pelos ares a qualquer momento?Entendam-se, porque de loucuras estamos todos fartos! ou não...

 
(0) comments
  Uma promessa adiada...
Apresentadas as desculpas, se bem se lembram, tínhamos ficado numa promessa que ainda não cumpri, a divulgação de um blog que vale a pena conhecer...

Pois é, para além de ser um repositório de coisas boas, é também uma fonte de conhecimento (para além de ser bem mais bonitinho do que o da minha pessoa...)...

e agora que é tempo de férias, nada melhor do que uma leitura refrescante e esclarecida...

simplesmente aaanumberone...
 
(0) comments
  Regresso a Casa...
Antes de mais, é devido um pedido de desculpas pela inactividade deste blog... mas bom, férias oblige...

Eis-me no entanto de volta aos posts para agrado dos meus escassos (apenas em quantidade) leitores...

Vamos lá então a organizarmo-nos... (atenção, os blogs são para ser lidos de baixo para cima)...
 
(0) comments
segunda-feira, julho 07, 2003
  E agora para algo completamente diferente...
Um admirável mundo novo, este que se abre diante de nós, dia após dia...

Confesso que, passados os primeiros posts e a inspiração de ocasião (ou seja pequenos momentos que julgo deverem ser partilhados), vi-me hoje obrigado a recorrer à imprensa generalista, numa tentativa de encontrar um qualquer tema sobre o qual fosse pertinente (assim como do meu agrado) escrever algumas linhas a propósito...

Mas eis que ao "folhear" as notícias do dia, me vi confrontado com assuntos que posso considerar "detestáveis", senão vejamos:

No desporto, o Benfica continua a ser uma fonte de notícias contraditórias, ao melhor estilo de uma novela portuguesa daquelas que não têm fim... já nem os próprios benfiquistas ferrenhos têm paciência para a acompanhar...

Na política, como soe dizer-se, "a leste nada de novo"... as costumeiras tricas que afastam grande parte das pessoas da minha geração e seguintes de uma consciência que era suposto assumir (ao fim ao cabo, estes senhores condicionam a nossa vida)...

A partir daí partimos para o "suplemento" do pequeno escândalo, da morte, da destruição... também o esperado... no fundo como um respeitoso blog da nossa praça apresenta nos seus posts, é cada vez mais difícil encontrar coisas boas para falar (não que elas não existam, simplesmente não são divulgadas)... ainda gostaria de saber quem disse aos chefes de redacção do nosso pequeno cantinho (e não só) que as pessoas só querem ver desgraças... note-se que esse blog tem como tema a difusão apenas de acontecimentos positivos, o que me parece uma tentativa/tarefa tão meritória quanto hercúlea...

(Fica prometida para breve a divulgação desse blog)...


E pronto, acabei como qualquer cronista que se preze, pelo menos uma vez na vida, a escrever tendo como assunto a falta de assunto ou a dificuldade da escolha de assunto...

Era um trunfo que eu tinha guardado para momentos mais desesperados, mas pronto... já está, não me consegui conter.

Fica uma promessa: o próximo post, em honra ao blog que acima referi, vai tentar mostrar alguma coisa boa... quanto mais não seja... esse mesmo blog...
 
(0) comments
sexta-feira, julho 04, 2003
  Mas por falar em limites...
...aos que estavam mais ansiosos por um novo post... aqui está... mas por falar em limites... infelizmente o tempo não permite muito mais...

...por estranho que pareça, e eventualmente no sentido contrário do que já assinei neste local que apesar de tudo é de exposição pública, gostava de partilhar mais um momento de coisas que me vão chegando aos ouvidos...

ninguém conhece até onde consegue ir... quando pensamos que estamos no limite das nossas forças... há sempre um passo que pode ainda ser dado. E não será deslumbrante saber que ninguém sabe até onde pode ir... que as nossas capacidades são infinitas?... Talvez não seja bem assim, mas será uma perspectiva a explorar sempre que as deambulações próprias das vidinhas agitadas de hoje em dia nos mandarem para um momento "down"!

E saber que há tanto por fazer, descobrir, aprender... viver... e está tudo aqui... ao alcance da mão... ou da imaginação!

...(e quem quiser desenvolver esta ideia, que o faça, porque a mim não me sobra tempo e a esses outros não lhes faltará capacidade)...
 
(0) comments
quarta-feira, julho 02, 2003
 
Modos de vida...

Da observação mais ou menos atenta do dia de ontem (sim porque quer se queira quer não vão ficando gravados alguns momentos), relançaram-se três ideias que eventualmente valem a pena explorar.

Não são ideias políticas, nem sequer económicas, nem têm tempo de antena nos jornais da noite de qualidade duvidosa que se fazem por este país. São apenas ideias que passam (ou não) e que se prendem com o acto simples de existir e de como existir.

A primeira corresponde a um princípio que pode ser “baptizado” como o do não conformismo ou da insatisfação. Qualquer pessoa comum, mesmo que inadvertidamente, procura constantemente, desde tempos imemoriais, chegar mais além... ultrapassar-se a si próprio (e por vezes os outros que estão à sua volta). Este fenómeno deriva de um sentimento de insatisfação constante, que acaba por fazer rodar as engrenagens do mundo... mesmo para aqueles que querem viver fora dele...

E é neste ponto que surge o segundo marco do dia... os que são e/ou que querem ser excluídos do sistema, mas que no fundo, sem o saberem, são uma parte importante do mesmo... pelo menos no sentido de que põem os “in sistema” a divagar sobre o que os conduziu à situação em que se encontram. Inadvertidamente, pretendem viver livres das regras aplicáveis a todos os outros mas acabam por ter as suas próprias regras... a sua própria rotina... que acaba mesmo por depender (aliás como acontece com todos os habitantes deste sítio a que chamam Terra) de tudo o que os/nos rodeia...

Chegamos assim ao derradeiro dogma da liberdade, ou seja, qualquer um é livre de viver de acordo com um estilo previamente adaptado às suas preferências... mas desenganem-se os mais orgulhosos da sua “diferença” ou da sua originalidade... certamente existe alguém que fez exactamente as mesmas opções... por mais “estranhas” que sejam... há que aprender a viver também com isto... e acima de tudo há que conhecer os limites que os outros, apenas por existirem à nossa volta, acabam por marcar... os limites ao inconformismo e à vontade de ir mais além... os limites à diferença...

... os limites impostos pela condição humana em todas as suas vertentes, física, intelectual e emocional... da vida corrente, quotidiana e descomprometida, da vida em sociedade...




 
(0) comments
terça-feira, julho 01, 2003
 


Site Meter



 
(0) comments
 
A vida não está assim tão má...

Já um tanto ou quanto "entupidos" com as palavras crise, contenção, desconfiança, etc. pensei que era o momento ideal para deixar uma mensagem dos novos tempos! E prova de que as coisas não vão tão mal quanto isso é que agora qualquer um pode ter pretensões a jornalista "on-line"... Hello... 1...2...3...testing... é claro que para uma primeira tentativa, vão ter que ser um tudo nada condescendentes... porque isto não passa de facto de uma experiência... mas de uma experiência claramente optimista!

Parece-me estranho (para não dizer estupidificante) que o mundo ande à espera de si próprio, enquanto dá voltas sobre si mesmo... como será possível que o mesmo mundo, as mesmas pessoas e os mesmos recursos permitam que de um dia para o outro se passe de uma siuação de riqueza para outra de desconfiança... nem Freud explica... talvez os economistas consigam elaborar uma teoria de tão difícil aplicação prática quanto de difícil compreensão para o comum dos mortais...

A única certeza que tenho é que se todos continuarem a viver, a trabalhar (estudar), a divertirem-se e a amar... é que um dia veremos o D. Sebastião ressurgir do nevoeiro e com ele um novo ciclo em que que tudo vai parecer fácil (espéciezinha complicada o ser humano que aprecia movimentar-se nos extremos)...

...quem sabe mais cedo do que se espera... é nisso que temos que acreditar!
 
(0) comments
Vida pedro.vicente@iol.pt

ARCHIVES
07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 01/01/2008 - 02/01/2008 /


Powered by Blogger